A Lição do Químico – Como Lidar com Perguntas em Apresentações

De seu próprio ponto de vista, o químico fez uma apresentação de alto nível. Ele estava satisfeito com o ritmo, estava seguro durante a apresentação e sentia que havia cativado seu público com uma pesquisa em que estava trabalhando há anos.

Depois de exibir a última tela da apresentação, o público o saudou com aplausos calorosos. Confiante, o palestrante indagou se alguém gostaria de fazer perguntas, e várias pessoas se manifestaram. O químico tirou de letra as primeiras interferências. Elas estavam relacionadas aos resultados de sua pesquisa, o que não eram problema para o especialista.

Sorrindo, convidou o próximo a falar. O sujeito levantou e afirmou sem pestanejar que, de acordo com o trabalho e as pesquisas de um colega, tudo o que o químico havia dito estava errado. O palestrante ficou paralisado, sem saber o que dizer ou como reagir; emitiu alguns sons, mas perdeu o controle. Infelizmente, ele nunca se esquecerá dessa humilhação.

Lidar com as perguntas ao final da apresentação é uma das situações profissionais em que estamos mais vulneráveis. Você sabe o que vai apresentar, mas não sabe ao certo o que podem perguntar, que comentários podem fazer ou como podem atacar. É preciso estar preparado! Aqui vão algumas dicas:

Espere o inesperado - Reúna-se com alguns colegas e peça que eles façam o maior número de perguntas possível. Anote perguntas e respostas.

Reformule a pergunta antes de respondê-la - Dirija-se a seu público e reformule a pergunta. O mais importante dos vários benefícios dessa tática é fornecer ao palestrante tempo para pensar.

Não termine de responder olhando para quem fez a pergunta – isso é um convite para que a pessoa continue perguntando.

Boa sorte e sinta-se à vontade para compartilhar suas experiências.